RSS Facebook

Fórum de Segurança Alimentar do Portal HACCP

Notícias: Actualmente este fórum apenas está acessivel a utilizadores registados. Junta-te à nossa comunidade e efectua o teu registo!
Olá, Visitante. Por favor entre ou registe-se se ainda não for membro.
Perdeu o seu e-mail de activação?

Autor Tópico: Rastreabilidade da carne de bovino  (Lida 6119 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline mjreis

  • Membro Junior
  • **
  • Mensagens: 51
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Rastreabilidade da carne de bovino
« em: Setembro 17, 2007, 01:12:00 pm »
Boa tarde!

Tenho tido alguma dificuldade neste campo, principalmente nas pequenas mercearias que têm também a secção de talho e também em restauração.
Mais concretamente, trabalho com uma mercearia que compra a carne num talho (compra a carne já desmanchad) e faz a sua venda no estabelecimento.
Como poderei eu, garantir a rastreabilidade da carne de bovino e de tudo o resto.
A sugestão que dei, foi vir descriminado na factura o nº do animal, nº do centro de abate, etc.
Gostaria que me confirmassem se tem de vir realmente a informação toda na factura ou se estou a cometer um erro.
Obrigada.

Offline food

  • Membro Total
  • ***
  • Mensagens: 178
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #1 em: Setembro 17, 2007, 07:28:13 pm »
A rastreabilidade da carne de bovino, na minha opiniao, é facil de realizar, ja que é obrigatorio na sua rotulagem o codigo de identificaçao animal, origem, engorda, abate e desmancha.

Teoricamente, os talho, deveriam de dispor de uma balança com uma etiqueta que "devia" ser colada no papel de embrulho no momento da compra.

De todas as formas, eu acho (nao tenho a certeza) que os talhos apenas podem vender ao consumidor final. Esta questao ja foi colocada em varios congressos. Simplesmente deve-se revisar o CAE dos talho e ver se a venda a outro operador e permitida.

DE todas as formas, a rastreabilidade da carne de bovino, com o numero de identificaçao de animal e o local de abate garante-se perfeitamente.

Cumprimentos

Offline mjreis

  • Membro Junior
  • **
  • Mensagens: 51
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #2 em: Setembro 19, 2007, 06:22:51 pm »
mas a informação sobre o animal tem de vir expressa na factura?

Se não tiver de vir como é que garantimos a rastreabilidade quando é vendida uma peça de carne de bovino a um restaurante?

Offline Ricardo

  • Super Membro
  • *****
  • Mensagens: 936
  • Reputação: 19
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #3 em: Setembro 19, 2007, 10:41:17 pm »
A questão da venda de carne aos restaurantes é polémica, porque segundo o que eu sei, os talhos só podem vender ao consumidor final. Isto porque são estabelecimentos retalhistas, logo não poderão vender a outros retalhistas, como é o caso dos restaurantes.
In the jungle of the HASSIP!!!

Offline food

  • Membro Total
  • ***
  • Mensagens: 178
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #4 em: Setembro 20, 2007, 12:58:18 pm »
Vejo que o Ricardo tambem tem a mesma ideia que eu sobre a venda de carne dos talhos para os restaurantes.

A factura é apenas um documento comercial, nao um documento de segurança alimentar embora, por comodidade e poupança, normalmente se inclui mais informaçao alem do valor económico.

Nos hipermercados Jumbo, concretamente nos talhos existe uma folha no balcao que dize (mais ou menos) para solicitar a identificaçao do bovino para efeitos de rastreabilidade para restaurantes e outras instituiçoes.

Um resturante tem que garantir a rastreabilidade. Como? Com muito ciudado...

Offline Snow

  • Novato
  • *
  • Mensagens: 19
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #5 em: Setembro 20, 2007, 05:05:24 pm »
Bem do que eu sei:

Primeiro: Deve ser cumprido o estipulado no Decreto-Lei n.º 323-F/2000, de 20 de Dezembro que assegura a rastreabilidade da carne de bovino.

1 - Todos os operadores envolvidos no circuito de comercialização da carne de bovino são obrigados a manter um registo actualizado, manual ou informático ou documental, de entradas e saídas de carcaças e ou carne, em cada fase da produção e da venda, de modo a assegurar a veracidade da informação contida no rótulo.

2 - Nos registos deverá estar demonstrado com clareza a formação dos lotes, quando esta se verifique.

3 - Na carne de bovino em circulação, nomeadamente na destinada a ser fornecida às entidades referidas no n.º 3 do artigo 1.º do presente diploma, deverão constar dos respectivos documentos de acompanhamento, caso a carne não se encontre rotulada, as menções obrigatórias que permitam assegurar a rasteabilidade da mesma.

4 - Estes registos devem ser mantidos durante três anos, podendo os organismos competentes para a fiscalização solicitar a consulta dos mesmos a qualquer momento até ao termo do prazo acima referido.

Segundo No caso do documento de acompanhamento deve ser transcrita a informação do rótulo

Quanto à comercialização de carnes de talhos para terceiros:

Decreto-Lei 147/2006 de 31 de Julho (Artigo 2.º da Secção 1 do Capítulo II do citado Decreto-Lei)

É permitida a distribuição de carnes e seus produtos dos locais de venda a retalho para o domicílio do consumidor desde que os mesmos sejam convenientemente protegidos de conspurcações e contaminações, não devendo a temperatura interna durante o trajecto ultrapassar os valores fixados no anexo do presente
Regulamento.

7—A distribuição referida no número anterior não pode ultrapassar um raio de 50 km.

Espero que esta informação seja útil...

Offline Fernando Rocha

  • Super Membro
  • *****
  • Mensagens: 542
  • Reputação: 12
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #6 em: Outubro 04, 2007, 12:32:39 pm »
Este assunto é um daqueles que me mexe com o sistema (dá dores de cabeça mesmo).

Bem, é assim, só a título de exemplo, para verem que isto não é tão fácil como parece:
são obrigados a manter um registo actualizado, manual ou informático ou documental, de entradas e saídas de carcaças e ou carne, em cada fase da produção e da venda, de modo a assegurar a veracidade da informação contida no rótulo.

Um pequeno filme real (é uma triologia… mas com muitos episódios e situações)
Tenho já desmanchados 1,5 animais (4 dianteiros e 3 traseiros). Considero tudo um lote para esse dia, incluindo, o último traseiro nesse lote também. No entanto um cliente pede 5  lagartos"http://pt.wikipedia.org/wiki/Lagarto_(carne_bovina). Ora bem, disponíveis para esse pedido tenho já desmanchados 3 lagartos, mais um traseiro ainda não desmanchado (cada bovino possui 2 lagartos, logo terei que desmanchar 2 animais e meio).
Questão? Terei que fazer um lote novo para a outra peça que falta? Poderei incluir a outra metade no lote? E depois como fazer isso nas etiquetas ou rótulo. É de salientar que cada animal já traz uma identificação proveniente do matadouro. Como fazer o cruzamento desses dados com o lote que estou a vender?

De um dia para outro, ainda sobra carne para venda, no expositor – lote ZZ270907. No entanto, existe algumas falhas, no corte fino, por exemplo bifes e carne para assar, etc. Faço um novo lote AA280907 para a carne em falta. No expositor, vai ficar misturado com 2 lotes diferentes, de animais diferentes (já tive mais que 2 lotes no expositor… xiii) Como faço nas etiquetas?????? Não consigo atribuir um código diferente com a referência a esse lote anterior!

Ao meio da tarde já tenho que repor o que se vendeu do dia anterior… no entanto, o lote AA280907 eram 2 animais inteiros, e terei que desmanchar apenas meio animal (1 dianteiro e um traseiro) neste caso crio mais um lote AB280907 ou posso usar/adicionar ao lote da carne que faltava de manhã AA280907?

E se…. E se … e se (além do paper work que isto dá…)  ??? ??? ??? ??? ???
Rastreabilidade não é um palavrão! É uma dor de cabeça para todos!

Offline food

  • Membro Total
  • ***
  • Mensagens: 178
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #7 em: Outubro 04, 2007, 03:44:22 pm »
Cada bovino vem com um numero de identificaçao animal, nao é?

O que eu faço é seguinte. Se tenho que vender, por exemplo, dois dianteiros da mesma carcaça, o numero de lote que colocaria seria o mesmo que o codigo de identificaçao animal que vem do matadouro. Se forem de animais diferentes, colocava os dois numeros de identificaçao animal.
Agora vamos a um caso especifico. Imagina que numa remessa vendes peças desmanchadas de 3 vitelos diferentes. E essa remessa tem um numero de lote atribuido pela sua empresa. Agora imagina que o cliente reclama uma peça em mau estado. Como consegues identificar a peça se todo tem o mesmo lote? Como reclamas ao matadouro, se for o caso? O mais facil (pessoalmente) sera colocar numero de lote todos os numero de identificaçao animal. Tambem poderas atribuir um numero de lote unico para dita remessa mas teras de assentar na rastreabilidade todos os codigos de identificaçao animal para ese lote. Mesmo assim, em caso de problema, é muito complicado identificar, neste caso, uma peça desmanchada em caso de reclamaçao.

Para as outras especies de talho, a rastreabilidade é bem mais complicada. No entanto, para bovinos acho mais facil ja que cada unidade (carcaça) vem com um numero proprio.

Espero te-lo ajudado

Cumprimentos

Offline Fernando Rocha

  • Super Membro
  • *****
  • Mensagens: 542
  • Reputação: 12
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #8 em: Outubro 06, 2007, 10:52:39 am »
Cada bovino vem com um numero de identificaçao animal, nao é?
Sim... uso este número para os meus lotes...

Agora imagina que o cliente reclama uma peça em mau estado. Como consegues identificar a peça se todo tem o mesmo lote? Como reclamas ao matadouro, se for o caso? O mais facil (pessoalmente) sera colocar numero de lote todos os numero de identificaçao animal. Tambem poderas atribuir um numero de lote unico para dita remessa mas teras de assentar na rastreabilidade todos os codigos de identificaçao animal para ese lote. Mesmo assim, em caso de problema, é muito complicado identificar, neste caso, uma peça desmanchada em caso de reclamaçao
Era aqui que eu queria chegar... é impossível identificar a origem... mesmo tendo os lotes bem estabelecidos. Talvez com muita sorte saiba a origem da peça (se esta vier apenas de um animal) através do caderno da desmancha... (que é usado com o intuito de calculo de estivas).

Para as outras especies de talho, a rastreabilidade é bem mais complicada.
Para mim é igual a do bovino!!! Atribuo um número através da marcação na carcaça (tipo pin preso na carcaça). Cada animal tem um pin (não me interessa se é o esquerdo ou o direito).

Obrigado pela confirmação da minha "pequena" dor de cabeça... fica assim confirmado que é dícil de controlar e de saber qual o respectivo animal em causa no caso de reclamação... a rastrabilidade perde-se, quase sempre, no corte fino.
Rastreabilidade não é um palavrão! É uma dor de cabeça para todos!

Offline mjreis

  • Membro Junior
  • **
  • Mensagens: 51
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #9 em: Outubro 08, 2007, 05:09:38 pm »
Olá!

Acredito que a vossa intenção seria ajudar e eu agradeço mas fiquei ainda mais baralhada.
Como poderei eu fazer um registo de saidas de carne de bovino quando a maior parte da carne é vendida ao consumidor final? Se for vendida a restauração até consigo, mas ao consumidor final.... ai que dor de cabeça  ::)

Offline Fernando Rocha

  • Super Membro
  • *****
  • Mensagens: 542
  • Reputação: 12
  • Sexo: Masculino
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #10 em: Outubro 08, 2007, 06:14:00 pm »
 ;D ;D --- viu... é isso mesmo! Não é fácil  :-X

Os meus lotes ficam num caderno... e faço a correspondência do lote com a data da venda. Isto é, uso a data que vêm/que sai na etiqueta "normal" ao consumidor final, colocando um "L" antes da data - é o meu lote de saída... L 28-09-2007.... corresponde ao lote interno AB26092007 que por sua vez, corresponde ao lote AR-2H/07 do matadouro, e este deve corresponder a qualquer coisa deles.... em principio à etiqueta do bicho... É a minha "amada" (de ódio, por vezes) rastreabilidade...
Rastreabilidade não é um palavrão! É uma dor de cabeça para todos!

Offline CristianoAraujo

  • Novato
  • *
  • Mensagens: 2
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #11 em: Janeiro 15, 2008, 01:00:29 pm »
Boa tarde a todos, é o meu primeiro pst neste fórum (desde já os meus parabéns).

Em relação à rastreabilidade, que tipo de documento tem que acompanhar a factura? Um documento onde venha mencionado o lote, origem, matadouro e sla de desmancha do animal?

Trabalho com a carne em peça, vindo de um fornecedor nacional que importa directamente da sala de desmancha no estrangeiro.

Offline food

  • Membro Total
  • ***
  • Mensagens: 178
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #12 em: Janeiro 15, 2008, 02:57:02 pm »
Quais especies recebe?


Offline CristianoAraujo

  • Novato
  • *
  • Mensagens: 2
  • Reputação: 0
    • Ver Perfil
Re: Rastreabilidade da carne de bovino
« Responder #13 em: Janeiro 22, 2008, 09:44:40 am »
Carne Bovina (a maior dor de cabeça), carne suína e carne de aves (frango).

O melhor que os fornecedores fazem é mencionar o número do lote na factura.

 

BloQcs design by Bloc
SMF 2.0.15 | SMF © 2016, Simple Machines
Página criada em 0.158 segundos com 25 procedimentos.